quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Ação de Graças


Começar essa época festiva do ano agradecendo é um movimento que pode elevar nosso padrão vibratório e colaborar energeticamente para um mundo melhor.


Pode até ser que eu esteja ficando repetitiva, mas acontece que eu acho uma lástima não termos aqui, no Brasil, um Dia de Ação de Graças como manda o figurino. Adoro o Turkey Day. Gostaria demais que fosse um ótimo feriado, com a família reunida e um peru assando no forno. Seria um ensaio para o Natal.
A partir do Dia de Ação de Graças, bem festejado, estaríamos sintonizados com o Advento. Faríamos a primeira de uma série de celebrações que termina no sexto dia do ano novo, no Dia de Reis. Por mim, teríamos uma festa por semana. Celebraríamos o ano que se aproxima do fim, celebraríamos as oportunidades que tivemos, celebraríamos os sonhos que ainda iremos sonhar. Celebraríamos o novo ano. Essa é uma época especial para celebrações. Cerca de quarenta dias de graças. Parece um pouco a quaresma ao avesso.
Na quaresma, passamos quarenta dias de reclusão, de reflexão, de purificação. Nessa época, que se inicia com o Dia de Ação de Graças, passamos quarenta dias de expansão, de congraçamento, de reunião. Na quaresma, olhamos para dentro de nós mesmos. Nesse período, olhamos para fora e para frente. Percebemos melhor quem está do nosso lado. Fazemos planos e projetos. Frequentamos festas, nos reunimos em torno de um ideal de paz.
E o que eu acho mais legal, no start dessa época, é que o início é com agradecimento. É com uma ação de graças. Começamos a época mais festiva do ano, agradecendo. Por isso, sinto tanto quando percebo um certo descaso com a terceira quinta-feira de novembro. Deveríamos investir mais nesse dia.

Afinal, vocês já imaginaram o tanto que temos a agradecer?

Impresso e publicado originalmente em novembro de 2009 no Jornal Correio Trespontano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário